Oprah discursou no Globo de Ouro

autor Revista WNews   1 weekly ago
766 puntos de vista

2 Like   0 Dislike

O emocionante discurso de protesto de Oprah Winfrey no Globo de Ouro (legendado)

Oprah Winfrey Receives Cecil B. de Mille Award at the 2018 Golden Globes

Oprah Winfrey receives the Cecil B. de Mille Award at the 75th Annual Golden Globe Awards. » Subscribe for More: http://bit.ly/NBCSub » Watch Full Episodes Free of Your Favorite Shows: http://bit.ly/NBCFullEpisodes NBC ON SOCIAL: NBC YouTube: http://www.youtube.com/nbc Like NBC: http://Facebook.com/NBC Follow NBC: http://Twitter.com/NBC NBC Tumblr: http://NBCtv.tumblr.com/ NBC Pinterest: http://Pinterest.com/NBCtv/ NBC Google+: https://plus.google.com/+NBC NBC Instagram: http://instagram.com/nbc Find NBC trailers, full episode highlights, previews, promos, clips, and digital exclusives here. ABOUT THE 2018 GOLDEN GLOBE AWARDS: Seth Meyers hosts the 75th annual Golden Globe Awards. The three-hour ceremony serves as the official kickoff to awards season, with winners in 25 categories - 14 in film and 11 in television. Oprah Winfrey Receives Cecil B. de Mille Award at the 2018 Golden Globes https://youtu.be/fN5HV79_8B8 NBC on Youtube http://www.youtube.com/user/nbc

O PODEROSO discurso de OPRAH WINFREY no Globo de Ouro

➡️ Aprenda técnicas fáceis, que você pode começar a aplicar agora mesmo, e dê o primeiro passo para se tornar uma autoridade no seu segmento. Baixe o meu e-book gratuito: http://bitly.com/ebook-7chaves No Globo de Ouro de 2018, Oprah Winfrey ganhou o prêmio Cecil B. DeMille, em homenagem a tudo que ela já fez pelo mundo do entretenimento. Em seu discurso de quase 10 minutos, ela relatou partes da sua infância em que se sentiu representada ao ser Sidney Poitier ganhar o OSCAR em 1964. Neste vídeo, eu falo sobre algo muito importante que pode ser percebido com o discurso da Oprah: ele é muito mais do que sobre raça, muito mais que sobre ser negro ou ser mulher. Eu percebi um detalhe que pode ser aproveitado por qualquer um que é ou deseja ser influenciador. O detalhe é que as pessoas acham que ela está falando só de questões raciais, enquanto na realidade ela fala sobre pessoas que se sentem inadequadas ou despreparadas para assumir uma posição de poder, independente de qual for a origem desse sentimento. E lutar por esses espaços de poder, de fama e de influência é muito importante para a diversidade: porque quanto mais pessoas diferentes do padrão forem ocupando esses espaços, menos pessoas vão se sentir inadequadas. Por isso, se você se sente inadequado ou despreparado para se destacar, esse vídeo é pra você! Discurso completo da Oprah (Sem legenda): https://www.youtube.com/watch?v=fN5HV79_8B8&t=508s 👍 Curta minha página: http://www.facebook.com/nathanalacerda 📷 Siga no Instagram: http://www.instagram.com/nathanalacerda ✔️✔️ Receba minhas dicas via WhatsApp! Envie a mensagem "QUERO AUTORIDADE" e seu nome para o número: (11) 96818-2874 ➡️ Quer saber mais sobre Construção de autoridade, Imagem e Reputação? Acesse o meu site: http://www.nathanalacerda.com.br Se gostou desse vídeo, não esqueça de dar um like e se inscrever no meu canal. Até mais!

Discurso de Meryl Streep detonando Trump no Globo de Ouro 2017

“Obrigada, Hollywood Foreign Press [Associação dos Correspondentes Estrangeiros de Hollywood]. Só lembrando o que o Hugh Laurie já disse. Vocês e todos nós nessa sala, realmente, pertencemos ao segmento mais difamado da sociedade americana agora. Pensem. Hollywood, estrangeiros, e a imprensa. Mas quem somos nós? E o que é Hollywood mesmo? É só um monte de gente de outros lugares. Eu nasci e foi criada nas escolas públicas de Nova Jersey. Viola [Davis] nasceu em uma cabana de agricultores na Carolina do Sul, e cresceu em Central Falls, Long Island. Sarah Paulson foi criada na Flórida por uma mãe solteira no Brooklyn. Sarah Jessica Parker era uma de sete ou oito crianças de Ohio. Amy Adams nasceu na Itália. Natalie Portman nasceu em Jerusalém. Cadê o certificado de nascimento delas? E a maravilhosa Ruth Negga nasceu na Etiópia, foi criada em — não, na Irlanda, acredito eu. E ela está aqui sendo indicada por interpretar uma garota de uma cidade pequena da Virginia. Ryan Gosling, como todas as pessoas mais bacanas, é canadense. E Dev Patel nasceu no Quênia, foi criado em Londres e está aqui por interpretar um indiano criado na Tasmânia. Hollywood está cheia de forasteiros e estrangeiros. Se você expulsá-los, não sobrará nada para assistir a não ser futebol americano e diversas artes marciais, que não são as Artes. Eles me deram três segundos para falar isso. O único trabalho de um ator é entrar nas vidas das pessoas que são diferentes de nós e deixá-las sentir como isso parece. E houve tantas tantas tantas performances poderosas no último ano que fizeram exatamente esse trabalho tão passional e de tirar o fôlego. Houve uma performance esse ano que me deixou atordoada. Não porque era boa. Não teve nada de bom nela. Mas porque foi efetiva e cumpriu com seu papel. Fez a sua audiência rir e mostrar os dentes. Foi o momento no qual uma pessoa que pedia para sentar na cadeira mais respeitada de nosso país imitou um repórter deficiente, alguém que era menos privilegiado com menos poder e com menos capacidade de responder à altura. E meio que quebrou meu coração quando eu a vi. Eu ainda não consigo tirá-la da minha cabeça porque não estava em um filme. Foi a vida real. E esse instinto de humilhar, quando é feito por alguém em uma plataforma pública, por alguém poderoso, impacta negativamente na vida de todo mundo, porque ele dá permissão para que outras pessoas ajam igual. Desrespeito convida desrespeito. Violência incita violência. Quando as pessoas poderosas usam sua posição para intimidar alguém, todos nós perdemos. E isso me traz à imprensa. Nós precisamos que a imprensa com princípios mantenha esse poder em conta, que ela denuncie os poderosos por cada um desses ultrajes. É por isso que nossos fundadores consagraram a imprensa e suas liberdades em nossa Constituição. Então eu apenas peço aos famosamente bem endinheirados da Hollywood Foreign Press e a todos de nossa comunidade a se juntarem a mim em apoio ao comitê de proteção aos jornalistas. Porque nós precisaremos deles para progredirmos. E eles precisarão de nós para falarem a verdade. Só mais uma coisa. Uma vez, quando eu estava em um set um dia, reclamando de algo, que nós teríamos que trabalhar na hora de jantar, ou por causa das longas horas de trabalho, não me lembro, Tommy Lee Jones me disse: ‘não é um privilégio, Meryl, ser apenas um ator’. E sim, é. E nós temos que nos lembrar todos os dias do nosso privilégio e da responsabilidade de agirmos com empatia. Nós todos deveríamos ter muito orgulho do trabalho que a Hollywood honra aqui essa noite. Como a minha amiga, a querida falecida Princesa Leia, me disse uma vez, ‘pegue o seu coração partido e o transforme em arte’. Obrigada”.

Discurso Oprah Winfrey primeira mulher negra a ganhar Globo de Ouro 2018

Discurso Oprah Winfrey primeira mulher negra a ganhar Globo de Ouro 2018 artistas se vestem de preto em protesto ao assédio :https://www.youtube.com/watch?v=dapgwD2w8Yc https://www.youtube.com/watch?v=nBzsxRLiSCY saiba mais : http://jhoee.000webhostapp.com/ luta contra os racistas : https://www.youtube.com/watch?v=QLd6SckOlWA

O discurso de Oprah foi o mais longo e emocionante da noite. "Por muito tempo, as mulheres não foram ouvidas e foram desacreditadas se elas ousassem falar a verdade diante do poder daqueles homens. Mas o tempo deles acabou", disse.

"Quero que todas as garotas assistindo aqui, agora, que saibam que um novo dia está no horizonte. E que quando este novo dia finalmente chegar, será por causa de muitas mulheres magníficas, (...) e algum homens fenomenais, lutando duro para ter certeza de que elas se tornem as líderes que nos levem a um tempo em que ninguém jamais tenha de dizer 'Eu também' novamente".

Nicole Kidman foi a primeira ganhadora do Globo de Ouro 2018, levando o prêmio de melhor atriz em minissérie ou filme feito para a TV, por seu trabalho em "Big little lies". Em seu discurso, ela citou "poder das mulheres". O programa da HBO rendeu os prêmios de ator coadjuvante, para Alexander Skarsgård, e atriz coadjuvante, para Laura Dern.

Comentarios para el video: